Manutenção, limpeza e descontaminação de EPI’s são temas de curso para trabalhadores de fazendas em Sorriso

Funcionários das fazendas de Sorriso em processo de certificação da Soja RTRS participaram de um curso para conhecer técnicas de manutenção, limpeza e descontaminação de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s).

Promovido pelo Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), o curso foi ministrado pelo instrutor, Éder Cebalho, na última quinta-feira (13.08) na fazenda Santa Maria da Amazônia, de propriedade do Senhor Darcy Getulio Ferrarin. “Além de atender a legislação, o curso de lavagem e descarte adequados desses EPI’s, garantem que as práticas operacionais estão em conformidade com os cuidados com o meio ambiente, evitando tanto a contaminação do solo e água, quanto os possíveis danos à saúde dos trabalhadores”, explicou o instrutor.

As orientações teóricas e práticas listam cuidados que devem ser seguidos para que a integridade do trabalhador seja mantida, assim como a manutenção da qualidade do EPI e aos cuidados com o meio ambiente.

  • Assim como quem trabalha com a aplicação de produtos químicos, o colaborador que realizará a lavagem do EPI de aplicação de produtos químicos deverá estar devidamente protegido, vestido com luvas à base de nitrila ou neoprene.
  • Os EPI’s de aplicação de produtos químicos devem ser lavados separadamente da roupa comum ou dos demais EPIs, em tanques de cimento ou máquinas de lavar roupa específicos para esta atividade.
  • A lavanderia deve ser instalada em local coberto, ventilado e adequado para que os trabalhadores possam proceder com a lavagem dos EPIs utilizados para a aplicação de produtos químicos.
  • A lavanderia deve estar localizada no mínimo 30 metros do centro de vivência.
  • O tanque ou máquina no qual será realizada a lavagem do EPI de aplicação de produtos químicos deverá estar sinalizado com as especificações de toxicidade do produto, garantindo que os mesmos sirvam exclusivamente para estes fins.

Além disso, as vestimentas que compõe o EPI devem ser abundantemente enxaguadas com água corrente para diluir e remover os resíduos da calda de pulverização. A lavagem deve ser feita de forma cuidadosa, preferencialmente com sabão neutro (sabão de coco), em barra ou em pó. As peças devem ser bem enxaguadas para remover todo o sabão. Os EPIs devem ser secos à sombra. Assim, a limpeza destes EPIs é executada de forma a não contaminar poços, rios, córregos e quaisquer outras coleções de água.

O Curso para conhecer técnicas de manutenção, limpeza e descontaminação de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s) é uma das exigências de mais uma etapa do processo de Certificação da Soja do Projeto “Gente que Produz e Preserva”.

Fazendas Inscritas:

Estão inscritas no Projeto “Gente que Produz e Preserva” as fazendas Jaborandi, São Felipe, Dakar, São Marcos, Santana, Videirense, Cella, Santa Maria da Amazônia e Berrante de Ouro.

Apoio:

O projeto “Gente que Produz e Preserva”, promovido pelo Clube Amigos da Terra, conta com a parceria WWF Brasil, Instituto Centro de Vida, Bel, Solidariedad e IDH, e visa promover um sistema de produção de soja sustentável em prol da proteção da biodiversidade

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: