Crianças do Lar São Francisco surpreendem com trabalhos de educação ambiental

“Estou muito feliz e emocionada”, disse a diretora executiva do Clube Amigos da Terra, Lenira Arsego, ao se deparar com o resultado do trabalho ambiental desenvolvido com as crianças do Lar São Francisco de Assis, em Sorriso-MT.

Assim como é feito nas escolas municipais, a entidade foi escolhida para desenvolver o projeto do CAT, Sorriso Vivo, que trabalha a educação ambiental através da cartilha “Amigos da Terra”. Foram três meses de dedicação e superação. O material serviu para despertar a importância de cuidar da natureza e praticar, no dia-dia, ações que promovam a sustentabilidade.

No Lar São Francisco, localizado no bairro industrial, foram construídas hortas que utilizam adubo orgânico feito por meio da compostagem. Cartazes, painéis e desenhos foram criados para demonstrar o amor pela natureza. Todas as atividades foram filmadas e o vídeo orgulhosamente apresentado para a equipe do CAT durante a visita. “Eles nos surpreenderam. Vamos colocar o vídeo no nosso site para inspirar outras pessoas”, afirmou a diretora de sustentabilidade Cynthia Moleta Cominesi.

Criado em 2002, o Lar São Francisco atende crianças de baixa renda e que estão em situação de vulnerabilidade social. Atualmente são atendidas 120 menores com idades entre 6 e 14 anos. Todos frequentam o local no contra turno escolar e participam das oficinas entre elas música e artesanato além de esporte como judô e ainda reforço escolar.

Para a professora de artesanato, Vivian Maria da Silva, desenvolver o projeto com as crianças foi uma forma de unir diversão e responsabilidade. “A gente aprendeu muita coisa e adotamos isso como rotina na escola. A compostagem, por exemplo, não fazíamos ideia do que era. Hoje temos orgulho de mostrar nossa horta e utilizar tudo que é produzido, na alimentação das crianças”, comemorou a professora.

Para valorizar e reconhecer o envolvimento das crianças e professores, o CAT entregou um troféu com o Lobinho Guará, o personagem principal da V edição da cartilha. Depois da apresentação foi servido um lanche saudável com ingredientes produzidos na horta.

Além do Lar São Francisco, o projeto também foi desenvolvido na APAE e na Associação de Apoio à Criança e ao Adolescente “Mãezinha do Céu”. Na rede municipal de ensino o trabalho durou mais tempo e vai encerrar no dia 18 deste mês com o Concurso “Sorriso Vivo na escola”.

Serão premiados escolas, professores e alunos que mais se destacarem dentro dos critérios propostos pelo concurso

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: