RTRS reforça sustentabilidade na produção de soja durante o 16º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha

A Associação Internacional de Soja Responsável (RTRS) irá participar do 16º Encontro Nacional de Plantio Direto na Palha, realizado entre 1 e 3 de agosto em Sorriso-MT. O evento é promovido pela Federação Brasileira de Plantio Direto e Irrigação (FEBRAPDP) e realizado pelo Sindicato Rural de Sorriso, CAT (Clube Amigos da Terra-Sorriso/MT) e IMAMT (Instituto Mato-Grossense do Algodão).

Nessa edição, o evento traz como temas de discussão o sistema de plantio direto, os desafios atuais e as preparações necessárias para o futuro. O Consultor Externo da RTRS, Cid Sanches, abordará os benefícios do processo de certificação na cadeia da soja em uma palestra realizada durante o painel “Pagamento por serviço ambiental (PSA) e Índice de qualidade participativa (IQP)”, no auditório 2, no dia 1º de agosto.

A RTRS irá participar desse painel, pois o IQP é uma ferramenta da FEBRAPDP (membro RTRS), que avalia a qualidade e efetividade da realização do plantio direto na palha na fazenda, mostrando ao produtor o que ele faz de correto e o que pode melhorar. Essa iniciativa vai ao encontro da certificação RTRS, que promove o aprimoramento contínuo na produção da soja.

A certificação é um aliado à produção de soja sustentável. É uma importante ferramenta para o produtor fazer com que sua propriedade seja ambientalmente correta e socialmente mais justa. Nossa intenção é fortalecer esse modelo de produção e fomentar responsabilidade em toda a cadeia da soja”, comenta.

O profissional também irá sanar as dúvidas dos participantes sobre os ganhos de produtividade e rentabilidade que a certificação promove, além de contribuir para que as exportações de soja responsável aumentem no cenário internacional, que está cada vez mais rigoroso em relação à origem dos produtos.

A RTRS certificou cerca de 4 milhões de toneladas de soja em 2017 em todo o mundo, aumento de 900 mil toneladas em relação a 2016. No Brasil, o crescimento na produção de soja certificada foi de 40%, saltando de mais de 2,225 milhões de toneladas em 2016 para mais de 3,100 toneladas em 2017. Esses valores se encaixam na tendência de crescimento anual da oferta, pois em apenas quatro anos, o volume anual de soja certificada pela RTRS mais que triplicou.

O volume de soja produzido atualmente de acordo com os padrões mais rigorosos, transparentes e holísticos em matéria de certificação ambiental e social aumentou em vários milhões de toneladas, sem que a produção causasse qualquer desmatamento. Acreditamos que esse evento será uma ótima oportunidade para abordar esses temas e nos posicionar como um aliado dos produtores rurais”, observa.

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: