CAT mostra a alunos e professores da escola Ivete como transformar cascas de frutas e legumes em adubo com a compostagem

Cascas de frutas, cascas de legumes e folhas de árvores que antes iriam parar no lixo comum, a partir de agora poderão ser aproveitados para fazer a compostagem e a utilização do adubo nas plantas e hortas. É o projeto Agroecologia sendo estendido para a Escola Municipal Ivete Lourdes Arenhardt, que produz uma quantidade enorme desses resíduos orgânicos, que passarão a ser reutilizados de uma maneira ecologicamente correta.

A primeira palestra do projeto Agroecologia na escola foi realizada na última sexta-feira 21/09, através do Clube Amigos da Terra – CAT Sorriso pelo engenheiro Agrônomo Glaucinei Brissow Realto, abordando o tema “A importância da agricultura na produção de alimentos, com o enfoque para a agricultura orgânica”, envolvendo os alunos do 3º, 4º,5º e 6º anos.

De forma lúdica, para promover uma aproximação maior com as crianças, o engenheiro, que encarna o personagem “Nene” (um pequeno agricultor que produz alimentos em sua chácara), falou sobre a diferença de produtos convencionais dos produtos orgânicos e sobre o processo de compostagem e como os alunos, professores e toda comunidade escolar podem fazer o reaproveitamento das cascas de frutas, de legumes e até as folhas das árvores ao redor da escola, para a produção de adubo para ser utilizado na horta da escola e nas plantas ornamentais. Além disso, os estudantes são orientados sobre a importância de consumir regularmente hortaliças, legumes e frutas.

É através das crianças que a gente forma cidadãos e a gente pensa em levar orientações para eles desde agora sobre a questão ambiental, a importância de consumo de alimentos saudável, orientação de como montar sua hortinha na sua casa e como aproveitar os resíduos que são jogados na sacola para o lixeiro levar e isso gera uma grande quantidade de lixo, que pode ser transformado em adubo”, afirmou Glaucinei.

O trabalho terá sequência, mostrando na prática como funciona o processo de compostagem. Para isso, o CAT fará a doação de duas composteiras para a escola para iniciar o trabalho de coleta das cascas dos alimentos e a transformação em adubo. O mesmo trabalho já foi iniciado junto à Escola do Assentamento Jonas Pinheiros.

A ideia é promover a multiplicação desses conhecimentos por meio dos alunos, que levarão essas informações para casa e ao invés de jogar os restos de alimentos na lixeira, transformar isso em adubo e utilizar nas plantas, flores e hortas que as famílias têm em casa”, ressalta o engenheiro.

O projeto “Agroecologia” é desenvolvido pelo Clube Amigos da Terra, o CAT, em parceria com a Prefeitura Municipal, com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-MT) e com o Sindicato dos Trabalhadores Rurais. E conta com o apoio da WWF Brasil.

O projeto oferece orientações técnicas a pequenos agricultores para a produção de alimentos orgânicos. Os alimentos vem sendo comercializados na feira, com certificação de orgânicos e também na merenda escolar.

Quer saber mais sobre o projeto Agroecologia? Então procure o Clube Amigos da Terra, que funciona em sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso. Informações:(66) 3544-3379. Visite também o nosso site www.catsorriso.com.br.

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: