Secretaria de Agricultura, CAT e Sebrae entregam rótulos para 40 produtores da Agricultura Familiar

Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, juntamente com o CAT – Clube Amigos da Terra e o Sebrae – Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas promoveram uma consultoria em boas práticas e desenvolvimento de rotulagem para produtos da Agricultura Familiar. A entrega dos rótulos para 40 produtores foi feita na última segunda-feira, 19/11.

Amália Pintar, engenheira agrônoma da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente disse que a questão da rotulagem era uma necessidade antiga dos produtores da agricultura familiar, para vender seus produtos como pães, mandioca, entre outros e alguns produtores procuraram a secretaria. “Esse trabalho é importante para a comercialização. Os mercados hoje em dia não pegam mais produtos sem o rótulo, porque é direito do consumidor saber o que está comendo, na questão de ter algum produto alergênico ou não e poder fazer a escolha entre um produto ou outro”.

O trabalho de consultoria foi desenvolvido de Julho até novembro. Os produtores receberam capacitação para melhorar a produção de alimentos, desenvolver a cadeia produtiva e ajudar na divulgação e aproximação dos consumidores com os produtos da agricultura familiar.

Com a inspeção municipal e a certificação os alimentos terão um padrão de embalagens, e os rótulos com as informações nutricionais e a procedência, podendo com isso serem vendidos aos supermercados de Sorriso e região e também para a merenda escolar, ampliando o mercado para as vendas “Além das feiras, o mercado se amplia e vai estar aberto para qualquer tipo de produto, São quarenta rótulos que foram feitos, para diversos produtos, como biscoito, mandioca, farinha. Já para os produtos de origem animal também é exigido o SIM”.

Um dos focos era para produtores que fornecem produtos para merenda escolar. Além da rotulagem também houve curso de boas práticas para a questão de manejo de alimentos, para ter um produto, principalmente para os alunos, com um padrão de qualidade dentro das normas de higienização, tudo padronizado. Outros programas que estão sendo desenvolvidos junto aos agricultores familiares são: Horta Viva, o Frutifica, o Nosso Leite, o Vitamel e a Patrulha Mecanizada.

A nutricionista do Sebrae, Gabriele Comachio explicou o que muda na vida do produtor para a legalização de seus produtos para a comercialização com a apresentação dos rótulos “Os produtos de origem vegetal, eles não tem uma obrigatoriedade de rotulagem nutricional, mas eles necessitam de uma rastreabilidade, o consumidor tem esse direito. Então a gente fez esse trabalho educativo com eles, falamos das legislações que estão vigentes em relação à higiene, ao contato com esse alimento, a gente sempre pede que tenha o mínimo de contato físico porque é um produto vivo. A partir do momento que se faz a colheita do produto, o tempo dele para venda é muito curto, então a gente precisa minimizar o máximo a contaminação nesse período. A gente mora numa região quente, então nós visitamos os produtores, vimos a realidade deles, escutamos os anseios, demos orientações, coletamos informações necessárias para criar esses rótulos e explicamos como devem proceder daqui pra frente com a questão das embalagens, dando esse suporte inicial”.

Os rótulos foram produzidos para os mais diferentes produtos comercializados pelos produtores “Produtos como hortifrúti, verduras, legumes, pães, doces em compotas. Os queijos e outros produtos de origem animal precisam do selo de inspeção municipal. Já temos um grupo de produtores que já são certificados como produtos orgânicos, fizemos um trabalho também sobre a comercialização para que amplie o mercado de venda”.

Mais informações você pode obter junto ao Clube Amigos da Terra – CAT Sorriso, que funciona em sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso. Informações:(66) 3544-3379. Visite também o nosso site www.catsorriso.com.br.

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: