Programa Cultivando Vida Sustentável está em fase de elaboração e deverá ser implantado em breve pelo CAT Sorriso e parceirosPrograma Cultivando Vida Sustentável está em fase de elaboração e deverá ser implantado em breve pelo CAT Sorriso e parceiros

O Clube Amigos da Terra – CAT Sorriso está em fase de elaboração do projeto em parceria com o IDH –The Sustainable Trade Initiative, intitulado “Cultivando Vida Sustentável de Agricultura Familiar”. A diretoria do CAT já esteve reunida com prefeito Ari Lafin, secretários e outras lideranças, representantes de diversas entidades e instituições que possam ser parceiras do programa que deverá trazer benefícios tanto para os grandes produtores quanto para os agricultores familiares.

O consultor do IDH para elaboração do projeto, Décio Siebert disse que o programa deverá abranger três pilares de atuação: “O primeiro vai desenvolver ações com agricultores que já são certificados, buscando agregar novos produtores para a certificação RTRS. O projeto vai desenvolver também ações no tocante a restauração ambiental existente. Há a previsão de restauração de alguns passivos ambientais que ainda existem em Sorriso, um município extremamente privilegiado porque o passivo ambiental existente, comparado com outras regiões do Estado, é muito pequeno, porque se observa que já existe uma consciência por parte dos produtores rurais. Esse passivo será contemplado no projeto, com recursos para a recuperação ambiental. O outro Pilar ou eixo é sobre Agricultura Familiar. O CAT já desenvolve ações junto aos agricultores familiares, o objetivo desse projeto é através da metodologia já conhecida, fazer com que sejam potencializadas as ações que já vem sendo desenvolvidas, através de programas que a Prefeitura implantou por meio da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e também agregar nesse projeto outras secretarias, pois é um projeto sistêmico e há a necessidade de engajamento de todos.”

Segundo Décio Siebert, o programa está em fase final de análise e acredita-se que em breve será implantado “A princípio o cronograma está previsto para até 2020, caso houver necessidade de complemento, há possibilidade de estender por mais 5 a 6 meses para completar a execução do projeto. O consultor citou quais são os resultados esperados com a execução do programa: “Uma das metas no tocante da área certificada pretende-se alcançar, no caso de restauração Florestal, 337 hectares de restauração. Também será montada uma unidade demonstrativa onde serão mostradas as alternativas de recuperação de passivo ambiental. Na parte de Agricultura Familiar, pretende-se alcançar 280 agricultores familiares tanto do Assentamento Jonas Pinheiro, como do Projeto Casulo e também agricultores familiares da área conhecida como Cinturão Verde de Sorriso. A gente pretende, através do projeto, buscar participar das ações que já existem na busca de regularização fundiária que é um dos problemas. Outro trabalho será a elaboração dos Cadastros Ambientais Rurais, assim como o fortalecimento das cadeias produtivas dentro dessa metodologia que será conduzida pelo consultor Jair Pires Jair kotz.

O consultor de Gestão e Organização de Sustentabilidade Jair Kotz veio conhecer  o município de Sorriso e trazer um pouco da sua experiência sobre um programa que executou no Paraná chamado ‘Cultivando Água Boa’. “Lá a gente trabalhou fortemente com a questão da sustentabilidade, preservação e conservação, mas principalmente com a inclusão social e produtiva, principalmente de agricultores familiares em Sistemas de produção mais sustentáveis muitas vezes agroecológicos e orgânicos, agregando valor de uma maneira sustentável, associativa, cooperativa, gerando um bem-estar social, um bem-estar ambiental e econômico”.

 Em Sorriso algumas instituições já foram conclamadas para serem parceiras do programa. “Nesta fase estamos fazendo uma explicação do que será o programa, já convidamos e conversarmos com todas as instituições em atuação nesse campo, como a Prefeitura Municipal e todas as suas secretarias e instituições como Sebrae, Senac, IFMT, Sindicato Rural,  instituições religiosas, enfim, todas as entidades que têm atuação para com o bem-estar das pessoas e da comunidade, seja no aspecto cultural, social, ambiental ou produtivo. Estamos fazendo esse chamamento amplo Inclusive das empresas no sentido da gente executar esse projeto de maneira sinérgica com cada instituição contribuindo exercendo o seu papel.

Kotz falou sobre o objetivo principal do programa “É melhorar a condição de vida das pessoas e essa condição de vida decorre de uma boa relação delas com seu território ou seja com as suas propriedades uma visão coletiva nesse caso dos seus grupos dos assentamentos mas também deu uma boa relação entre eles uma relação mais solidária mas cooperativa no sentido de gerar uma sinergia entre eles para compor sistemas de produção e obviamente melhorar a condição Econômica com sistema de produção eficientes eficazes de preferência autossustentáveis estamos nessa fase preliminar aguardamos uma provação final de outros parceiros externos que estão se prontificando a fazer a sua contribuição para com o projeto isso será coordenado pelo Cat e a partir do momento que tivermos um Sinal Verde nas iniciaremos as diversas etapas e fases serão quatro etapas que serão executadas no período de 12 meses.”

Para saber mais informações sobre os projetos realizados pelo CAT Sorriso acesse o site www.catsorriso.com.br. O CAT fica localizado na Avenida Marginal Esquerda, 1415 – Bairro Bom Jesus. Ligue: 3544-3379.

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: