Incêndio atinge a Fazenda Sant’Ana e sítios do Assentamento Jonas Pinheiros; pequenos produtores precisam de ração para os animais

A Fazenda Sant’Ana é uma das propriedades certificadas no padrão de produção RTRS em Sorriso. Seus proprietários, Dudy e Fernando Paiva sempre estiveram preocupados com a conservação ambiental e os cuidados com a preservação da natureza. De maneira geral, os produtores rurais, sempre fazem o possível para evitar as queimadas, pois isso significa prejuízo para a produção. A destruição da palhada pelo fogo acaba danificando o solo, destruindo também os micro-organismos que realizam a decomposição da matéria orgânica e promovem a reciclagem dos nutrientes necessários à fertilidade das plantas. Uma perda como essa, leva anos para ser recuperada, resultando em uma baixa produtividade na área afetada.

Na manhã de sexta-feira, 04/09 por volta das 9h30 da manhã a Fazenda Sant’Ana, localizada no km 776 da BR 163, a cerca de 21 quilômetros de Sorriso foi atingida por um incêndio de grandes proporções que consumiu praticamente toda a palhada existente na área de plantio e uma grande extensão de pasto.

Segundo informações, o fogo teria se iniciado no município de Vera, há cerca de uma semana. E com os ventos fortes acabou atravessando o rio Celeste, vindo para o lado de Sorriso. O clima quente e seco e com baixa umidade relativa do ar contribuiu para que as chamas se alastrassem rapidamente.

O gado por pouco também não foi atingido, bem como o maquinário existente na propriedade também foi salvo por pouco. A produtora rural Dudy Paiva ficou inconsolável com a perda enorme que a família teve por conta do incêndio que consumiu praticamente 90% da propriedade. “Estamos desolados, quase nos queimamos, Deus nos protegeu. Queimou tudo, conseguimos salvar o gado, os levando para perto da sede. É uma situação muito difícil. Só por Deus”.

Foi um incêndio de grandes proporções, com focos em vários pontos, e que dificultou o trabalho das equipes devido à grande seca nesse período, aos fortes ventos e a umidade muito baixa, atingindo além da Fazenda Santana, nas proximidades também localizada a destilaria Buriti, Fazenda Sodema e sítios do Assentamento Jonas Pinheiro (Poranta) que também foram atingidos pelo fogo. Centenas de animais de criação estiveram em risco, um pequeno galinheiro foi atingido, nas propriedades de pequenos produtores do assentamento havia também gado leiteiro, aviários e plantações.

Foram montadas várias frentes de combate ao fogo. Além dos soldados do Corpo de Bombeiros, foi montada uma Força Tarefa para combate aos cinco focos de incêndio, envolvendo brigadistas contratados pelo Funrebom, policiais militares de Força Tática, Defesa Civil, Secretaria de Obras com dois caminhões-pipa, além de 7 caminhões pipa de propriedades vizinhas, mais dez tratores com grade e o CIOPAER, com aeronave águia 02, com o combate com o “Bambi Bucket” (Helibalde) instalado, equipamento este utilizado para o combate ao fogo (com capacidade de 500 litros de água por lançamento).

O vice-prefeito Gerson Bicego fez uso de suas redes sociais e e o prefeito Ari Lafin se pronunciou na imprensa. “Foi um incêndio de grandes proporções que atingiu a fazenda Sant’Ana da Dudy Paiva e do Nando, além de outras fazendas e sítios da Poranga. A Defesa Civil se deslocou logo que ficou sabendo da situação, secretaria de Obras com caminhões Pipa, o vice-prefeito Gerson, secretários. Como o clima está muito seco e com os ventos, o fogo se espalhou por vários pontos numa velocidade muito grande. Um dos maiores incêndios que enfrentamos nestes últimos anos. É algo assustador. É muito preocupante a situação. Agradecemos ao empenho de todas as equipes do Corpo de Bombeiros Militar, Polícia Militar e Força Tática, CIOPAER, equipes da prefeitura (Defesa Civil, Secretaria de Obras, Secretaria de Transportes), com ajuda de produtores e moradores da região do Assentamento Jonas Pinheiro e fazendas próximas. Pedimos a conscientização de todos neste período. Agradeço, ao Coronel Jorge Almeida, ao Comandante Moura, Coronel Ramalho, ao Chefe Fábio da Defesa Civil e ao vice-prefeito que acompanhou todos os trabalhos.”

O Cat Sorriso se solidariza com os produtores que tiveram perdas significativas e se solidariza com os produtores que tiveram perdas significativas e estará viabilizando uma campanha para ajudar a restaurar as áreas afetadas pelo incêndio. Nesse momento também há necessidade de auxiliar as famílias dos pequenos produtores da Poranga, que estão precisando de ração para os animais. Quem puder colaborar, pode entrar em contato com o Cat Sorriso, pelo 3544 – 3379. O CAT fica localizado na Avenida Marginal Esquerda, 1415, no bairro Bom Jesus.

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: