Cat Sorriso entrega mais de um milhão em bonificações por venda de soja certificada RTRS

Produtores de soja da região de Sorriso, que integram o programa “Gente que Produz e Preserva”, recebem neste mês de setembro os recursos obtidos com a venda de créditos de soja certificada, o correspondente a um montante de R$ 1.500.000,00, que foram distribuídos como bonificação pela venda de créditos negociados na plataforma RTRS (sigla em inglês para a Round Table on Sustainable Soy).   

Durante esta semana, o CAT Sorriso promove o último rateio do primeiro semestre, e com a finalização da auditoria mais créditos deverão ser disponibilizados ao mercado.  

De acordo com o sistema, cada tonelada certificada corresponde a um crédito que pode ser negociado na plataforma da RTRS.  Foram comercializadas até o mês de agosto, cerca de 560 mil toneladas de soja certificada.  

Todos os anos o CAT Sorriso distribui os recursos obtidos com a venda dos créditos da soja certificada no padrão RTRS, mas este semestre logrou êxito em zerar a plataforma.   

A certificação no padrão internacional RTRS gera inúmeros benefícios diretos e indiretos, como a organização da propriedade, desde a documentação, parte de maquinários e ferramentas, na parte trabalhista proporcionando condições de trabalho responsáveis, bem como benefícios ambientais através das boas práticas agrícolas, assegurando zero desmatamento e zero conversão na produção de soja e ainda tem gerado bônus aos produtores que integram o grupo.  

O processo de certificação dessas propriedades começou em novembro de 2013 por meio do projeto “Gente que Produz e Preserva”. O projeto faz parte de um programa maior chamado “Cultivando Vida Sustentável”, que é desenvolvido pelo Clube Amigos da Terra (CAT Sorriso) em parceria com a Idh – – Iniciativa Para o Comércio Sustentável e tem como meta ampliar as áreas certificadas em mais 45 mil hectares. O CAT quer expandir o processo de certificação com a adesão de novas fazendas de Sorriso e região.  

O repasse dos créditos da soja certificada é um reconhecimento aos produtores que conseguem comprovar que produzem alimentos de forma sustentável. Os chamados créditos verdes’ são uma espécie de moeda gerada a cada tonelada de soja produzida nestas propriedades. Esses créditos são comercializados para praticamente o mundo todo (Brasil, Chile, Equador e países da Europa) que os adquire para compensar seus impactos ambientais.  

O padrão RTRS funciona como uma ferramenta de gestão eficaz para a produção de soja.  A certificação RTRS é importante porque leva em consideração o aspecto produtivo, mas também o legal, ambiental e social da propriedade, e simboliza essa conciliação de uma produção agrícola eficiente e de baixo custo que ao mesmo tempo conserva o meio ambiente. 

Para saber mais sobre a certificação RTRS e outros projetos desenvolvidos pelo CAT Sorriso, acesse o site www.catsorriso.com.br. Ou ligue: 3544 -3379. O CAT funciona em sala anexa ao Sindicato Rural de Sorriso, na Marginal Esquerda, 1415, Bairro Bom Jesus. 

Selecione o Idioma
Rolar para cima
×
%d blogueiros gostam disto: